terça-feira, 17 de maio de 2011

Plantas Pré-históricas - Carbonífero

PTERIDÓFITAS
Pteridófitas Licófitas
Licófitas Sigillárias - Espécie: Sigillária 

           
Plantas com estranhos tufos de plumas esses vegetais chegavam a alturas incríveis.

Licófitas Lepidodendrons - Espécie: Lepidodendro


Licófita gigante, chegavam até 40m, foram dessas árvores que surgiram algumas jazidas de carvão.

Espécie: Lepidostrobus
           

Este fóssil é a semente do lepidodendron que recebeu este nome.

Espécie: Lepidophoios

Impressão na rocha do lepidodendron.

Pteridófitas Esfenófitas
Calamites
Cavalinha gigante muito semelhante as atuais, as pteridófitas gigantes eram a flora terrestre dominante no paleozóico.

Anullaria
Esfenófita de características curiosas, no carbonífero elas estavam no seu auge da evolução.

Asterophyllites
Esfenófita gigante, no carbonífero possuía tamanho de árvores.

Pteridófitas Samambaias

Samambaia primitiva do carbonífero, as samambaias eram muito abundantes naquela época. 

                         Mariopteris                                            Triphyllopteris
                                   
                             Pecopteris                                          Senftembergia
                       

PTERIDOSPERMAS

As pteridospermas foram as primeiras plantas a produzir sementes verdadeiras. Tinham folhas semelhantes a plumas e caule lenhoso. Algumas variedades, como a Medullosa, chegavam a 5m de altura. Essas plantas primitivas foram posteriormente substituídas por uma forma mais avançada, a das gimnospermas.

Pteridosperma Trigonocarpus

Vegetal primitivo que daria origem as primeiras gimnospermas, principalmente na maneira de se reproduzir, porém tinha características de pteridófitas. Os trigonocarpus são sementes de pteridosperma. 

Pteridosperma Alethopteris
Pteridosperma Neuropteris


Pteridospermas carbonífera, as duas variedades acima de vegetais extinto tinha um aspecto de samambaia que produzia sementes. 

GIMNOSPERMAS

As gimnospermas  mais antigas tem registros datando do Carbonífero. Assemelhavam-se inicialmente a samambaias, como a Williamsonia. Os gingkos, representantes das gimnospermas, são árvores decíduas que provavelmente se originaram durante o Carbonífero. Mas foi no Mesozóico que elas atingiram seu auge. Hoje resta apenas uma espécie, a Gingko billoba. Um fóssil do período Triássico (cerca de 220 milhões de anos) mostra que esta espécie já existia naquela época, e permaneceu praticamente inalterada até os dias de hoje.

Gimnosperma Cordaitales Apareceram no Carbonífero e se estabilizaram no Permiano.

Cordaites

Ancestral das atuais coníferas, foram uma das primeiras gimnospermas.

Gimnosperma Glossopteridales

Glossopteris

O Glossopteridales é um grupo extinto de gimnospermas que apareceu no fim do carbonífero (carbonífero superior) e permiano no continente ao sul do mundo conhecido como Gondwana.


Estas plantas foram uma parte dominante da flora do sul no fim do permiano, embora tivessem sido dominantes os glossopteris foram extintos no final do triássico, o gênero Glossopteris foi o maior e o mais bem sucedido dos Glossopteridales. Mais de 70 espécies deste gênero foram reconhecidas na Índia, com espécies adicionais na América do Sul, Austrália, África, e de Antártida. Alguns fósseis podem ter existido no hemisfério norte, mas não há certeza se são mesmo glossopteridales.
O aparecimento rápido, a expansão, e a extinção relativamente rápida deste grupo e também o grande número de espécies ajudou na compreensão da paleogeografia, sobre a teoria da deriva continental.
A maioria dos fósseis que estão disponíveis são folhas soltas e assim um número de espécies que foram descritas não são bem diferenciadas, e pouco se conhece das suas estruturas reprodutivas. Isto dificultou o conhecimento do número real de espécie. As estruturas reprodutivas dos glossopterideos são tão incomuns como sua folhagem. Parecem que carregava as sementes nas folhas como as pteridospermas. 

Gimnosperma Conífera

Durante o Mesozóico as coníferas dominavam a paisagem. Mas sua linhagem é mais antiga, remontando do Carbonífero, juntamente com os pinheiros e os ciprestes. Ainda no grupo das coníferas destacam-se as araucárias, formas grandes (algumas chegam facilmente aos 50m de altura) em geral podem ser encontradas em relativa abundância nas regiões subtropicais.
O podocarpo também pertence ao grupo das gimnospermas, sendo considerado um tipo de conífera.

Fonte: http://www.astrodinohomepage.xpg.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário